25 de abril de 2018

Assessor recebia da Câmara para carregar malas de dinheiro

Pivô de operação da Polícia Federal contra o senador Ciro Nogueira (PP-PI) e o deputado Eduardo da Fonte (PP-PE), o ex-assessor parlamentar José Expedito Rodrigues Almeida contou em depoimento à Polícia Federal que carregava bolsas de dinheiro para os dois congressistas. O transporte das quantias, segundo ele, era remunerado com o salário da Câmara dos Deputados.

As declarações do ex-assessor robusteceram inquéritos que apuraram pagamentos de propina por empreiteiras da Petrobras aos dois políticos. No mês passado, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu a inclusão dele como testemunha de acusação da ação penal em que integrantes do PP são acusados de formar uma organização criminosa que desviava recursos públicos.

Nesta terça (24), a PF fez buscas nos gabinetes e nas residências de Eduardo da Fonte e Nogueira. Eles são suspeitos de tentar comprar o silêncio do ex-funcionário. O ex-deputado Márcio Junqueira, de Roraima, foi preso preventivamente. Ele é apontado como intermediário do suposto esquema, que incluiria o pagamento de despesas pessoais, ameaças e até proposta para recuar das declarações que incriminam os dois parlamentares.

Fabio Fabrini/Paraná Portal. Foto: Pedro Ladeira/Folhapress.